UM GOLE DO UNIVERSO

em crônicas

Em 2016 coloquei como uma das metas do ano "Aprender a fazer um bom nhoque", mas foi só no final de 2018 que finalmente fiz um nhoque com cara e sabor de nhoque. Um prato que eu pensei "Eu pagaria por isso em um restaurante. Não pagaria muito caro, mas pagaria". E considerando meus talentos gastronômicos, pra mim isso foi uma baita conquista, que só foi possível porque eu me empenhei muito mais do que nos anos anteriores. Em um mês eu fiz mais nhoques (e tentativas de nhoques) do que a soma de todas as tentativas dos dois anos anteriores. Eu aprendi empiricamente que a repetição constante é um importante hábito para aprendermos a fazer algo que exige técnica, tal como escrever... Que é uma das minhas metas de 2019 :)

  • Karen Harumi

Sono

Atualizado: 26 de Mai de 2020

[3º dia]


Pois é.

3º dia e já estou sem ideias do que escrever.


Mas vou tentar contar a história da menina que às 22h35 já tem muito sono:



No dia três de janeiro de um ano ainda irrelevante, sentada em sua cama incrivelmente arrumada, compartilhando espaço com uma gata tão sonolenta quanto sua própria consciência, uma menina tentava encontrar algo bacana para contar.


"Contar para quem? Para a gata sonolenta?" Perguntou a consciência que ainda tentava funcionar.


"Não, não." Ela se respondeu.


Se a consciência tivesse olhos, veria que a menina só desejava contar para si mesma que ela era capaz de escrever algo mais interessante do que a lista de compras do supermercado que havia feito horas atrás com a esperança que a mudança nos seus hábitos pudesse ser capaz de torná-la mais organizada, mas a menina mal conseguia colocar vírgulas em suas frases pensadas de tanta pressa que tinha em colocar qualquer palavra para fora da cabeça na esperança de dormir o mais rápido possível.


Essa menina tinha o grande talento de dormir em qualquer lugar, em qualquer hora, mas às 23h33 ficava ainda mais fácil.


"Eu sou mais forte que o relógio! Eu controlo o meu corpo!"


Ela devia ter dito isso antes do corpo dela parecer uma estrela do mar...

...morta.

Talvez funcionasse melhor.


A verdade é que a sua própria visão está partindo e ela nem consegue mais ver as horas do relógio, quiçá negar que elas estão passando...

Seus ouvidos estão ficando aguçados e extremamente seletivos.


Se a consciência tivesse ouvidos, agora escutaria vários pensamentos começando a fazer ruído: a história que precisava ser contada está chegando, mas nem tempo a consciência tem. Claramente um convidado que só veio por educação, a Consciência está partindo de fininho mesmo com a menina implorando pra Consciência ficar.


"Por favor, fica!"


Muitas noites são assim. Algumas tardes também: a mente parece ficar mais limpa, mais clara, mais expressiva e compreensiva, mas no outro dia a menina sempre acorda frustrada por não se lembrar de nada. Aquele fisgo de sabedoria adora sair para caminhar logo pela manhã, para não pegar sol.


A sonolência traz com ela revelações universais simplificadas.

São tantas que é difícil escolher qual escutar.


Mas nesse dia, 3 de janeiro, ela se propôs a tentar escolher pelo menos uma.


A cada passo que a consciência se distancia mais sentido as palavras parecem criar, mesmo as mais confusas, ao mesmo tempo que mais confusas ainda ficam para falar...


Por poucos segundos a menina que às 23h44 já está com muito sono tem em si todas as respostas do Universo e ela não tem medo de contar...


Tudo que ela precisa é que a consciência fique mais um pouco... Só mais um pouquinho! Mesmo que seja por obrigação...


"Vou aproveitar que estou escrevendo, e vou anotar antes que as minhas mãos, tal qual a minha boca e a ventana do notebook, parem de funcionar, vou aproveitar antes que dê meia-noite! Antes que o dia se torne quatro, não vai dar nem para revisar... Preciso anotar antes que a minha consciência me abandone, que meus dedos parem, que o sono me alcance, tenho que aproveitar que finalmente eu entendi! Foi sempre tão óbvio! O grande segredo para que o homem não seja refém do seu corpo, do seu sono, do tempo é só ac

20 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo