UM GOLE DO UNIVERSO

em crônicas

Em 2016 coloquei como uma das metas do ano "Aprender a fazer um bom nhoque", mas foi só no final de 2018 que finalmente fiz um nhoque com cara e sabor de nhoque. Um prato que eu pensei "Eu pagaria por isso em um restaurante. Não pagaria muito caro, mas pagaria". E considerando meus talentos gastronômicos, pra mim isso foi uma baita conquista, que só foi possível porque eu me empenhei muito mais do que nos anos anteriores. Em um mês eu fiz mais nhoques (e tentativas de nhoques) do que a soma de todas as tentativas dos dois anos anteriores. Eu aprendi empiricamente que a repetição constante é um importante hábito para aprendermos a fazer algo que exige técnica, tal como escrever... Que é uma das minhas metas de 2019 :)

  • Karen Harumi

Um gole do Universo


BOOOM DIAAA!!!


SEJA MUITO BEM VINDX AO MEU LAR CRIATIVO EM 2019!!!



O blog Um gole do Universo é a minha tentativa de criar o hábito da escrita criativa frequente e, também, o início do meu projeto como escritora.


Se você entrou aqui por curiosidade, apoio ou um clique desatento, é importante que saiba que você agora, como leitor, é aquele vizinho do prédio da frente que de vez em quando aparece pela janela e não sabemos se damos "Oi" ou se fingimos não conhecer, porque afinal, às vezes não sabemos mesmo quem é a pessoa, ao mesmo tempo que ela continua lá, vendo toda a intimidade do seu lar na forma mais crua e sabe exatamente onde você escondeu aquele bolo de roupas sujas quando as visitas chegaram.


...Se eu não consegui ser clara, o bolo de roupas sujas são os meus pensamentos e é aqui que escondo muito das coisas que eu penso quando faço aquelas caras que as pessoas mais próximas acham que é de distração e as desconhecidas acham que é de loucura.


Este projeto ainda se estende para a materialização (de alguma forma que eu tinha certeza até dois dias atrás, mas hoje já estou começando a repensar), em breve, de uma coleção de livros com o mesmo nome do blog; a minha eterna intenção de ler todos os (73 até hoje) livros que eu comprei ou ganhei e viraram apenas item de decoração (incluindo o livro em inglês do Oliver Twist com uma ilustração linda na capa que eu comprei realmente só para decorar); e a parte mais difícil (bem mais difícil que ler, escrever e publicar), me ver e me apresentar para a sociedade como escritora.


Então aqui estou!


Quase um ano depois de me propor a levar a escrita mais a sério, finalmente criei coragem para divulgar o meu bloguinho na minha humilde rede social.


Eu sei que demorei pra xuxu, mas estou muito contente de que consegui!


Eu não sou tímida. Nem muito reservada. E, convenhamos, eu sei que o meu senso de exposição é meio desregulado. Mas sou muito insegura com todas as formas que eu aprendi a utilizar para me expressar: meu cabelo, meu quarto e os meus textos. Tudo isso porque eu vivo mudando de ideia...


Já tive quase todos os cortes, cores e texturas de cabelo possíveis e ainda não encontrei um que eu não estranhe quando olho no espelho.


Não aguento mais arrumar o meu quarto, mudar a cama e a estante cada hora pra um lado e ele sempre parecer bagunçado mesmo com DOIS guarda-roupas de casal. ISSO MESMO. DOIS GUARDA-ROUPAS DE CASAL. Quatro pessoas poderiam guardar todas suas coisas aqui e eu sozinha não consigo deixar a minha cama sem nada em cima.


E apesar de gostar e me sentir orgulhosa de muita coisa que eu já escrevi, todos os meus textos parecem inacabados*. Todo dia eu acho algo que eu podia mudar para melhorar...


Mas mesmo assim resolvi que é hora de assumir o que venho escrevendo neste ano (e esperamos que pro resto da vida) da mesma forma que eu recebo visitas na minha casa ou que eu posto fotos da minha cara com cabelo.


E aqui você pode encontrar muito do que eu escrevi nos últimos tempos com (e também sem) inspiração. Não há uma ordem específica, os posts que são conectados com outros sempre são avisados no início do texto. Assim como posts que são réplicas de publicações em outras redes (como o Facebook ou meus antigos blogs) são informados ao final. E, no geral, todos podem ser lidos de maneira independente.


Por isso, caso você não tenha ideia de quem eu seja ou do que escrevo...**

Deixo aqui 10 indicações em ordem cronológica das postagens que resumem a minha proposta narrativa:


Paradoxo Massimo

Recentemente estou viciada no Massimo Bottura


Temaki

Originalmente escrito no Facebook, um dos meus textos favoritos sobre um dos meus dias favoritos


5° Vestido

Meu único "romance" gótico, inspirado pelo vestido de madrinha do casamento do Gabriel


3° Vestido

Um pouco do que aprendi com o vestido de madrinha do casamento da Bia Yumi


O moço garboso

Texto sobre um moço (muito) garboso e (um pouco) perdido


Revelação

Um dos meus textos favoritos mesmo não contendo a Revelação do Universo


Chornically Metropolitan

Única avaliação que fiz sobre um filme do universo literário - gosto de como fui sincera no começo, apesar de até hoje achar que falta um final para o texto


Resilivência

Texto sobre uma das minhas maiores dúvidas da vida e a resiliência que as pessoas desenvolvem para a sobrevivência


"Adicione um título atraente"

1º texto que escrevi neste blog, totalmente confuso, mas é o 1º.

Gosto dele porque se eu não tivesse tido coragem para publicá-lo mesmo em dúvida de metade do que está escrito, talvez nenhum dos outros textos que vieram depois que eu gostei tanto teriam existido



Informações importantes caso você tenha intenção de continuar lendo por aqui:

Não sei fazer resumos, não sei usar vírgulas, sou prolixa, gosto de parênteses, rodapés, trocadilhos, neologias e uso demasiadamente gírias que às vezes eu mesma crio sem querer.


Ainda assim...


Espero que goste!





Desejo de coração que algo que sair daqui possa ser útil pra alguém além de mim.


Estava mais que na hora de eu assumir que essa sou eu:

Karen Harumi, uma escritora (ainda) sem livro!


Torço efusivamente para que goste do que achar aqui e que pelos menos em algum texto você consiga rir. Acho que o mundo já está muito cheio de tristeza e desgraça e aprendi que não tem como resolver nenhum problema estando mal. Então tudo o que escrevo aqui é na intenção de poder ficar (e talvez deixar quem estiver lendo também) bem. O mais bem que der. Mesmo que por poucos minutos.


E se você gostou do que viu até então e não se sentir atolado com a quantidade de informações que você já tem na sua vida e quiser acompanhar mais um ser humano em formação do seu caráter e carreira, é só acompanhar o blog que logo mais vou colocar aqui um pouco mais sobre o 1º livro da Coleção Um gole do Universo, o livro Arrependiatórias - Histórias de arrependimento de pessoas aleatórias! <3



Muito obrigada!



Um gole do Universo em pixels e aquarela




Adendo: Por mais que eu estude, continuo péssima com gramática, vocabulário, digitação (no celular é pior, mas no computador também não é grande coisa), conclusão de redações e qualquer coisa que envolva tecnologia. Ser escritora e criar um blog talvez não seja o caminho mais óbvio ou fácil, estou aprendendo todos os dias e espero que se algo muito errado estiver acontecendo por aqui, caso queira ajudar, que você se sinta a vontade para me dizer. E se achar algo bacana, ainda mais! Eu me menosprezo sempre que ouço um elogio, MAS EU JURO que eu adoro ouvi-los!! E críticas também!!! Vou ficar feliz de recebê-las... Não na hora que você disser, claro. Na hora que você vier me avisar que tem algo errado eu vou ficar ou brava ou envergonhada e vou fingir estar blasé, mas eventualmente eu vou assimilar e apreciar a atenção que você dedicou; por isso, não se acanhe se você ver coisas que possam ser melhoradas! Sinta-se à vontade para interagir: seja para incentivar, para melhorar ou para destruir a minha auto-estima e, consequentemente, me ajudar a encontrar em mim mesma uma força que várias vezes me surpreende e só aparece em situações de perigo, desgosto e desafio.




RODAPÉ:


*Inclusive esse mesmo texto que você está lendo. Que já alterei hoje, 20.11.19, na manhã seguinte que originalmente publiquei. Geralmente escrevo no impulso e só depois, quando paro pra ler (como hoje), que vejo tudo que podia ser diferente. E então mudo. Faço isso com frequência. Aliás, algumas histórias eu deixo para acrescentar um final só muito dias depois... Sei que é erradíssimo, estou tentando mudar e espero conseguir em breve para ficar menos confuso!


**Caso você já tenha ideia de quem eu sou ou só queria explorar por conta própria, todas as postagens estão na página inicial e também divididos (de acordo com o seu tema) entre os marcadores abaixo do título do blog, no topo do site.

40 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Bardaria

 
 

Em ©2021 eu ainda estava morta.